WebMaster / Design  PJCabral
Artístas Amigos da Rádio - Alexandre Faria
 
Alexandre Faria
Telemóvel:
351 969 409 526

Apartado  4286
EC Município
4000101 PORTO
É para lá de vitoriosa a carreira de Alexandre Faria, o novo semblante da música romântica portuguesa. Apesar de só agora se tornar figura conhecida de todo o país, este cantor já tem um percurso interessante de sucesso, que vulgo merecer especial atenção nestas breves notas biográficas. Foi nos arredores de Felgueiras (Rande), no dia dois de Janeiro de mil novecentos e setenta e oito, que a família Faria vira Alexandre nascer pela primeira vez. Sim, porque nascimento Alexandre viria a ter outros… Nascido num lar não muito abastado de posses financeiras, Alexandre era o mais novo de uma família composta por inúmeros irmãos.
Aos doze anos, um presente que lhe fora oferecido pelo seu pai (um cavaquinho) viria a alindar o seu contacto com a música. Cantando para alegrar a família em casa, acompanhado pelo som de uma viola braguesa tocada pelo seu pai, Alexandre ficou de tal modo motivado que começou a tocar concertina, cavaquinho e violão. Estavam, pois, dados os primeiros passos nesta vida de artista… Mas como a música sempre foi uma constante na sua vida, decidiu então fazer parte do Rancho Folclórico de Varziela - Felgueiras. Permaneceu neste grupo durante um ano, o que foi, sem dúvida alguma, muito vantajoso e educativo para ele
Ao fim de um ano, Alexandre tomara uma decisão que viria a alterar toda a sua vida. Decidido a enveredar pelo caminho que muito lhe aprazia (a música), dirimiu construir uma carreira a solo. Contou, para tal, com a ajuda do seu irmão José Maria, que o acompanhou a uma editora discográfica ("Cassenorte") para que pudesse apresentar uma cassete com a sua voz gravada por cima de um instrumental dos Modern Talking. O diretor dessa editora ouviu com atenção esse trabalho e, impressionado com o talento e força de vontade do Alexandre, decidiu dar um empurrão na carreira deste jovem cantor. Seria, então, o segundo nascimento do Alexandre Faria. Foi, pois, lançado um disco (ainda em vinil) que se intitulava "Deusa do Amor". Todo este trabalho era composto com letras e músicas da sua autoria, que haviam sido compostas enquanto adolescente. Era notório e promissor o talento deste rapaz! Aos poucos e poucos, este trabalho foi sendo dado a conhecer ao público através de diferentes rádios, chegando mesmo a ser disco de prata. Não era fácil, no nosso país, atingir tal patamar mas Alexandre conseguiu-o. Depois deste segundo nascimento, começou a realizar vários espetáculos no país e estrangeiro (Espanha, França e Suíça). Desde bailes populares, passando por casamentos, espetáculos em bares e restaurantes, Alexandre fez de tudo um pouco.
Surgiu, entretanto, o segundo trabalho de Alexandre, uma homenagem ao cantor Dino Meira. Se até aqui a sua carreira se mostrava auspiciosa, com a saída deste trabalho tudo se começou a desmoronar. Deparou-se com diversas barreiras e contratempos, chegando mesmo a abdicar do seu sonho. Deixando de lado as cantorias, no ano dois mil, montou o seu próprio estúdio de gravação e editora, buscando, de certa forma, o cantor adormecido que existia em si. Realizou vários trabalhos como produtor de outros artistas, dos quais se destaca, pela sua imponência, uma: Célia Lawson (vencedora de um festival RTP da canção e autora de "Eu sou aquele", êxito dos Excesso). Neste intervalo de tempo, havia sido lançado o terceiro trabalho de Alexandre, que já lhe deu mais ânimo para perseguir o seu sonho
No ano de dois mil e quatro, eis que teria Alexandre o seu terceiro nascimento. Lançou o trabalho "Boa Sorte", que, apesar de manter muitas das características anteriores do artista, aclarava-se mais romântico. Teve a parceria do seu grande amigo Marcelo Reis (vocalista da banda "Rei do Gado") para a seleção dos temas que compuseram este trabalho. Desde esta altura, Alexandre não mais parou. Tem feito inúmeros espetáculos pelo país, aumentando, a cada dia que passa, o seu número de fans. O tema "Página de Amigos" é o que melhor retrata o estilo musical do artista. É neste tema que Alexandre espelha toda a sua paixão pela música. E que paixão! Tem participado em vários programas de televisão, tendo sido homenageado com um programa especial sobre a sua carreira no Canal Viver. Neste programa passaram grandes nomes da música portuguesa como Emanuel, José Alberto Reis e um grande senhor, com sotaque brasileiro, chamado Netinho.
Mas inovar é preciso… Por esta razão, Alexandre está a desenvolver um novo projeto com uma editora de grande expansão no mercado (A.F. Produções). Já esta a trabalhar os novos temas que farão parte do seu próximo álbum, que será lançado este verão (2008). Seguirá um estilo romântico, contendo, contudo, algumas faixas com ritmos dançantes
Relativamente ao carisma do cantor, posso afirmar que nada mudou. Alexandre continua a ser um homem romântico e solidário, que gosta de levar uma vida simples perto da família e dos amigos. Está sempre à disposição de levar alegria com a sua música, participando até em vários eventos de solidariedade social, desenvolvidos para amenizar o sofrimento humano. Para este cantor, um sorriso no rosto das pessoas é o bastante para se sentir reconhecido pelo seu trabalho.